DANFE Simplificado: entenda o que é, como emitir e como consultar DANFE Simplificado: entenda o que é, como emitir e como consultar

DANFE Simplificado: entenda o que é, como emitir e como consultar

DANFE Simplificado

Criado em um novo formato para facilitar a vida de consumidores e comerciantes, principalmente para quem trabalha com os e-commerces, o DANFE Simplificado traz todas as informações referentes a uma venda, em formato resumido e otimizado para impressão.

Você sabe o que é um DANFE Simplificado? Quer saber como consultar e imprimir esse importante documento? Para tirar essas e outras dúvidas, a equipe Quero Faturar preparou esse conteúdo especial e informativo acerca desse tema.

Acompanhe abaixo e boa leitura!

O que é o DANFE Simplificado?

A sigla DANFE significa “Documento Auxiliar de Nota Fiscal Eletrônica”, sendo obrigatório para todas as transações comerciais, e deve estar anexado à mercadoria em todo o trajeto que ela percorrer, da compra à entrega ao consumidor final.

No DANFE Simplificado, é exigido que contenha a chave de acesso para consulta das informações da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e).

Qual a diferença entre o DANFE Simplificado e o tradicional?

O DANFE Simplificado, como a sua própria denominação já deixa claro, se trata de uma versão resumida da nota fiscal. Inclusive, esse documento foi instituído justamente com o propósito de reduzir a quantidade de papel utilizado na emissão de notas fiscais.

O DANFE tradicional é impresso em formato A4 e é anexado às embalagens de entrega geralmente dentro de um envelope plástico.

Essa é a principal diferença com relação ao DANFE Simplificado – que é impresso em formato de etiqueta e colado do lado de fora da embalagem do produto, na sua caixa de entrega.

Leia também: Nota Fria: descubra o que é e as consequências da emissão.

Para que serve o DANFE Simplificado?

Para que serve o Danfe Simplificado

Esse documento serve para apresentar, de maneira simplificada, os dados básicos sobre a operação (produto) em questão, podendo também ter os seus campos descritos de forma simplificada, desde que apresentando os tópicos abaixo:

  • a descrição inicial: DANFE Simplificado – Etiqueta;
  • do emitente: nome/razão social, sigla da UF, CNPJ, inscrição estadual;
  • dados gerais da NF-e: natureza da operação, série e número da NF-e e a data de emissão;
  • dados do destinatário: nome/razão social, sigla da UF, CPF ou CNPJ e inscrição estadual se houver;
  • valor total da nota fiscal.

Além disso, a informação mais importante que consta em um DANFE Simplificado é a chave de acesso, ou “chave da rota”. Composta por 44 dígitos, tem como finalidade permitir a consulta à nota fiscal eletrônica do produto, que de fato tem valor fiscal.

Quem precisa emitir?

Emissão do Danfe Simplificado

É de responsabilidade de todo comércio eletrônico, realizando operações de compra e venda com o consumidor como destinatário final, emitir o DANFE Simplificado.

É importante lembrar que o documento deve ser impresso antes mesmo da circulação do produto, pois, como dissemos, é ele que vai acompanhar a mercadoria em questão durante todo o seu trajeto.

Clicando aqui, você confere nosso artigo sobre nota fiscal para e-commerce e tira todas as suas dúvidas sobre esse assunto.

Como emitir o documento?

Para gerar o DANFE Simplificado, a empresa em questão deverá emitir a NF-e, e só após isso o SEFAZ libera a emissão do Documento Auxiliar de Nota Fiscal Eletrônica.

Como consultar e imprimir o DANFE Simplificado?

É a partir do site da Secretaria de Fazenda que se faz a consulta ao documento. Basta acessar o portal e inserir os 44 dígitos da chave de acesso.

Ou seja, fica claro que só é possível verificar o DANFE Simplificado com o número da chave de acesso.

Para imprimir o DANFE, são necessárias algumas especificações a serem seguidas, que asseguram a padronização do documento e a apresentação das informações obrigatórias.

O DANFE Simplificado pode ser impresso em qualquer tipo de papel, com exceção do papel de jornal, com a largura mínima de 55 centímetros, o que garante a legibilidade do código de barras.

Os caracteres do DANFE devem ser impressos em tamanho superior a 6 pontos, com os títulos dos campos em letras maiúsculas e em negrito.

A chave de acesso, informação obrigatória para qualquer DANFE Simplificado, deve estar no campo superior direito da etiqueta, juntamente com seu respectivo código de barras.

Quais as vantagens do DANFE Simplificado?

Depois da obrigatoriedade do documento nas caixas e embalagens de todos os produtos no transporte, as empresas e e-commerces passaram a contar com diversas vantagens. Listamos algumas abaixo:

Redução de custos

O DANFE Simplificado dispensa uma completa folha A4 para a sua emissão, dispensando o desperdício do material nesse formato, além de uma considerável economia em tintas e tonners para a impressão do documento.

Processos mais rápidos

As etiquetas são todas adesivas, o que dispensa o trabalho manual para essa etapa, deixando o processo mais rápido. Além disso, com todas as informações padronizadas, a leitura e reconhecimento do DANFE Simplificado fica ainda mais rápida – reduzindo atrasos e tempo de entrega para o consumidor final.

Menos perda de mercadorias

Com as informações claras descritas de maneira padronizada e objetiva, é possível minimizar os riscos de perda e extravio de mercadorias nas transportadoras, uma vez que os os produtos estarão devidamente documentados e de fácil acesso para a entrega.

Logística sustentável

Com menos mão de obra envolvida e menos recursos sendo aplicados, a economia, além de financeira, também contribui com a sustentabilidade, tornando a empresa mais consciente de seus gastos emissão de poluentes, além de ajudar na preservação do meio ambiente.

Quer uma emissão de nota fiscal eletrônica para a sua empresa, sem burocracias, fidelização ou cartão de crédito? Clique aqui para conhecer o sistema Quero Faturar!

Conclusão

Contribuindo para a transparência das informações repassadas para o consumidor e a padronização dos produtos entregues por todo o país, o DANFE Simplificado torna a venda de mercadorias ainda mais segura e efetiva, com os dados necessários apresentados de forma simplificada e objetiva.

Se a sua empresa é responsável pela venda de produtos que precisam ser transportados, a emissão do DANFE Simplificado é obrigatória; fique atento!

Gostou do artigo? Confira o blog completo da Quero Faturar para mais dicas e informações sobre gestão contábil!