O que é a razão social da empresa? Saiba como definir e sua importância O que é a razão social da empresa? Saiba como definir e sua importância

O que é a razão social da empresa? Saiba como definir e sua importância

O que é a razão social da empresa

O primeiro passo na abertura de uma empresa, a razão social é uma das informações obrigatórias para a oficialização de um negócio, tornando-o individual e único no seu ramo.

Você sabe como registrar a razão social de uma empresa? Tem dúvidas sobre o assunto? A equipe Quero Faturar preparou um conteúdo especial para explicar o que é a razão social da empresa, informar tudo sobre esse tema e ajudar você a registrar o seu negócio. Acompanhe abaixo e boa leitura!

O que é a Razão Social da empresa?

A razão social de uma empresa é o seu nome jurídico: a identificação do estabelecimento nos documentos e contratos referentes a ele. Também pode ser chamada de firma empresarial e denominação social.

Cada razão social é exclusiva, não podendo ter outra denominação com o mesmo nome registrada em cartório ou Junta Comercial.

E, para que serve a Razão Social?

Sendo de extrema importância para a empresa, a razão social é o nome que vai estar no registro oficial do negócio, além das notas fiscais emitidas, faturas e recibos tributários, documentos legais que envolvem sociedades e demais questões burocráticas competentes ao empreendimento.

Muitas coisas relacionadas ao desenvolvimento e crescimento da empresa dependem dessa etapa tão importante; por isso, é essencial que a razão social da empresa seja escolhida com cuidado e depois de muito planejamento.

Escolhendo a Razão Social da sua empresa

Depois de saber melhor sobre o que é a razão social da empresa, é iniciado o processo de escolha do nome.

No geral, o mais indicado é que seja consultado um contador de confiança, verificando nomes já registrados e evitando problemas na hora do registro oficial à Junta Comercial.

Algumas dicas podem ajudar nessa etapa:

  • Opte por nomes de fácil compreensão;
  • Evite nomes muito extensos;
  • Prefira uma denominação que seja relacionada ao ramo de atividade exercida pela empresa;
  • O nome deve ser único e, se possível, remeter ao nome fantasia da empresa, mas sem ser completamente igual.

É comum que sejam usadas as iniciais dos sócios para compor a razão social de uma sociedade, ou até mesmo o nome completo do empresário. 

Como a razão social é parte da documentação de registro, diferente no nome fantasia, que atua como a identidade pública do negócio de fato, aqui existe menos liberdade de criação, sendo de um caráter um pouco mais formal. 

Listamos abaixo alguns exemplos para deixar um pouco mais claro (as razões sociais das empresas estão em negrito):

  • Arcos Dourados Comércio de Alimentos Ltda – Mc Donald’s
  • Coca Cola Indústrias Ltda – Coca Cola
  • Amazon Serviços de Varejo do Brasil Ltda – Amazon.com.br
  • Carrefour Comércio e Indústria Ltda – Carrefour
  • Nu Pagamentos S.A. – Nubank

Como registrar a Razão Social da empresa

Como registrar a Razão Social da empresa

Depois de escolhido o nome e feita a verificação de que não existe nenhuma outra razão social registrada com a mesma denominação, é hora de oficializar a firma empresarial.

É preciso saber, também, que uma razão social é composta por três partes: designação específica, ramo principal e o enquadramento do negócio

No momento do registro, é necessário saber em qual natureza jurídica a empresa se encaixa; listamos abaixo os seis enquadramentos possíveis:

  • Ltda: quando há um número limitado de sócios;
  • EIRELI: Empresa Individual de Responsabilidade Limitada, sendo competente a apenas um sócio;
  • S.A.: Sociedade Anônima, sendo as empresas de capital aberto;
  • EPP: Empresa de Pequeno Porte, que faz parte das empresas do Simples Nacional e que possuem faturamento anual entre 120 mil e 1,2 milhões por ano;
  • ME: Microempresa, que conta com um faturamento de até 120 mil por ano;
  • MEI: Microempreendedor Individual, com um faturamento anual de até 80 mil reais.

O registro da razão social pode ser feito em um Cartório de Registros ou em uma Junta Comercial. No caso do MEI, o Microempreendedor Individual, a abertura da empresa pode ser feita pelo Portal do Empreendedor, tudo online.

Razão Social X Nome Fantasia: diferenças

Como já explicamos melhor nesse artigo aqui, a Razão Social e o Nome Fantasia são tópicos diferentes no processo de abertura de uma empresa.

O Nome Fantasia é a forma como a empresa ficará conhecida no mercado: a fachada do empreendimento, os cartões de visita, a identidade visual nas redes sociais e demais áreas do marketing relacionadas ao negócio.

Já a Razão Social, é o registro e documentos oficiais do seu negócio. É obrigatória e deve ser única e exclusiva.

Por que minha empresa precisa ter Razão Social?

A Razão Social é o primeiro passo para oficializar seu negócio, garantindo formalidade e credibilidade.

Com a Razão Social, o seu negócio passa a ter uma identificação jurídica, oferecendo direitos como a emissão de notas fiscais no nome do negócio, podendo contar com opções de crédito e, ainda, garantindo a exclusividade do nome no seu ramo de atividade.

Os documentos importantes que serão a base da empresa devem contar com a Razão Social. Escolha com cuidado, consciência e, principalmente, tenha em mente que será o primeiro contato do seu negócio com o mercado!

Leia também: Regularização de Empresa: descubra a importância para o seu negócio.

A gente descomplica a emissão de notas fiscais da sua empresa!

Emissão de Nota Fiscal e Razão Social

A Quero Faturar já está há mais de 10 anos garantindo mais autonomia e facilidade para milhares de empresas por todo o Brasil.

Com um sistema simples e intuitivo, a gente cuida para que a sua emissão de nota fiscal seja digital para você investir em todas as outras áreas do seu negócio. Clique aqui para conhecer nossos planos!

Conclusão

Apesar de ser uma etapa que pode demandar tempo, um bocado de planejamento, e talvez alguma burocracia, não tem como iniciar a abertura de uma empresa sem a criação da Razão Social.

Converse com um contador especializado, tire suas dúvidas, e garanta a propriedade intelectual do seu negócio, com um nome que não poderá ser duplicado e que garantirá a integridade e exclusividade da sua empresa no seu ramo de atividade.

Gostou da leitura? O blog Quero Faturar conta com diversos outros artigos que tiram dúvidas e oferecem dicas de gestão contábil e muito mais! Clique aqui para acessar nosso conteúdo.

Leia também: Por que emitir nota fiscal? Conheça a sua importância!